Início > Artigo > VI Congresso da APLOP - Bloco de Notas (1)



POR LUÍS SOUSA

VI Congresso da APLOP - Bloco de Notas (1)


Tendo como pano de fundo o terminal de contentores de Alcântara e como palco o belíssimo auditório da antiga Gare Marítima de Alcântara, o VI Encontro da Associação de Portos de Países de Língua Oficial Portuguesa (APLOP) foi sede de intensa e entusiástica comunicação, onde a dominante lexical foi “cooperação”.

Perante um auditório lotado, o Presidente da Associação, José Luís Cacho, começou por destacar no seu discurso de abertura, o imenso espaço de relacionamento cooperativo que a APLOP representa, concretizável na vasta extensão de linhas costeiras e áreas marinhas dos Países que a constituem.

Com base no conhecimento das potencialidades e oportunidades de negócio a serem exploradas, alvitrou um aumento do fluxo de mercadorias nos portos associados, fruto de uma muito desejável economia APLOP com forte ligação ao mar lusófono.

Fortalecer o cluster portuário da APLOP, através da potenciação das relações comerciais entre comunidades portuárias foi a meta estabelecida para a atividade da Associação para os próximos anos, num esforço articulado entre entidades privadas e públicas na captação de linhas regulares de transporte marítimo entre portos de países de língua portuguesa.

Na segunda intervenção do evento, Francisco Venâncio, Presidente da Associação do Porto de Luanda (Angola), focou o período crucial de reabilitação das infraestruturas relacionadas com o transporte e sistema logístico, que o seu país atravessa. Neste sentido, Francisco Venâncio afirmou entender que “atos de capacitação e assistência técnica e científica“ deverão fazer parte do conjunto de vetores que é necessário serem implementados na estratégia de cooperação da Associação.

A comunicação de Jorge Luiz de Mello, Presidente da Companhia Docas do Rio de Janeiro (Brasil), recordou o primeiro encontro de portos da CPLP, em 2008 no Porto de Leixões de onde surgiu o projeto de constituição da APLOP. Passados 4 anos, neste VI Congresso da Associação, a lotação do auditório será um dos aspetos que demonstra o sucesso do projeto já consubstanciado na criação da linha regular que liga Fortaleza a Cabo Verde.

Jorge Luiz de Mello, numa formulação feliz, considerou o estudo de mercado desenvolvido pela APLOP uma “ferramenta” que os países da CPLP têm a obrigação de usar de forma a desenvolver novos fluxos comerciais entre si, tirando vantagem dos laços essenciais que a língua comum lhes atribui.

Augusto Fernando Cabi, Diretor Geral da Administração dos Portos da Guiné-Bissau, afirmando a condição costeira do território Guineense, que no entanto apenas dispõe de um Porto Comercial, referiu um conjunto de projetos de modernização dessa infraestrutura, justificados pelo aumento da produção e exportação via contentor, da castanha de caju, o principal produto país.

Adriano Rosamonte, Diretor da ENAPORT – Portos de S. Tomé e Príncipe, considerou indispensável a presença do seu país na APLOP, tendo em conta a enorme importância do setor portuário na economia do arquipélago, uma vez que a sua condição geográfica implica que 99% do seu movimento de mercadorias seja feito através dos portos.

Rosamonte referiu ainda a política de modernização do sistema portuário de S. Tomé e Príncipe, tanto a nível de infraestruturas e equipamentos como também na transição da gestão totalmente pública para parcerias público privadas.

No domínio dos sistemas de informação, o Diretor da ENAPORT anunciou encontrar-se em fase final o processo de aquisição da Janela Única Portuária à empresa portuguesa J. Canão, passo muito relevante no sentido da simplificação e agilização dos procedimentos portuários.

O responsável pelos Portos de S. Tomé e Príncipe salientou ainda a aposta em recursos humanos de elevada formação, como veículo de obtenção de maior consistência técnica nos serviços portuários prestados.

Na sua intervenção, Marta Mapilele, Administradora Executiva da Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), afirmou que os CFM, enquanto membros fundadores da APLOP, depositam enorme confiança no sucesso da associação. No domínio da cooperação por esta potenciada, os CFM identificaram algumas áreas onde será possível estabelecer sinergias com outros portos membros, tal como o que já acontece no que diz respeito à formação.

A Embaixadora de Cabo Verde em Portugal, Madalena Neves, apontou os portos como uma componente essencial do processo de desenvolvimento que o seu país insular atravessa, o qual retira do mar quase todos os seus recursos económicos.

O Governo cabo-verdiano aposta fortemente na economia marítima para o desenvolvimento do país, com a modernização das infraestruturas portuárias a ocupar um lugar central nesse esforço, contando com um forte investimento na área da gestão, equipamentos e infraestruturas portuárias.

Cabo Verde conta com a cooperação no quadro da APLOP para a evolução dos eixos de desenvolvimento, no sentido da criação de um sistema portuário moderno bem equipado e com uma forte capacidade de gestão, de forma a constituir uma plataforma de acesso a outros mercados, incluindo o mercado de turismo de cruzeiro que ganha enorme peso na economia do País.

Sobre a intervenção de Fernando Nunes da Silva ver notícia autónoma aqui

POR LUÍS SOUSA

 


 



Data: 2012-12-14

Artigos relacionados:

  • APLOP importante para a facilitação de oportunidades de negócio
  • Robledo Gioia apresenta o Grupo brasileiro LIBRA
  • Projecto Offshore da Bacia do Rovuma para Exploração de Gás Natural em Moçambique
  • ENH na pesquisa de hidrocarbonetos
  • Encerramento do primeiro painel dos trabalhos do VI Congresso da APLOP
  • Turismo de Cruzeiros em Portugal: Um negócio em expansão
  • Primeiros vídeos já disponíveis na web
  • Cerimónia de Abertura - José Luís Cacho
  • Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio
  • Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello
  • Cerimónia de Abertura - Augusto Fernando Cabi
  • Cerimónia de Abertura - Adriano Rosamonte
  • Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele
  • Cerimónia de Abertura - Fernando Nunes da Silva
  • Foto de Família
  • Porto de Lisboa
  • Portos e ferrovia de Moçambique devem responder à procura de logística
  • Abertura do Painel I por Lídia Sequeira
  • Sandra Augusto detalha o Projecto Logístico da Auto Europa - Portugal
  • Porto do Lobito em destaque na comunicação de Lisender Borges
  • Trabalhos de extensão do Porto do Lobito
  • Queremos criar uma economia APLOP ligada ao mar
  • A Cadeia Logística do Frio - Caso de Sucesso do Iceport
  • Porto de Lisboa e Cristo-Rei
  • «Projectos de Formação para a CPLP - O Caso da Escola Náutica Infante D. Henrique»
  • Segurança Marítima
  • Projecto da Janela Única Portuária em Portugal apresentado por Marinho Dias
  • Navios de Cruzeiro no Porto de Lisboa | 7.12.2012
  • Navio de Cruzeiro no Porto de Lisboa | 7 de Dezembro de 2012
  • É preciso desenvolver regimes especiais para as trocas comerciais entre os países lusófonos
  • Mindelo espera atingir os 75 mil cruzeiristas em 2020
  • Turismo de Cruzeiros em Portugal é um negócio em expansão
  • «Mercado do Turismo de Cruzeiros - Caso de Fortaleza» - tema abordado por Paulo André Holanda
  • VI Congresso da APLOP com casa cheia
  • Projecto de Revitalização do Porto do Rio de Janeiro apresentado por Jorge Luiz de Mello
  • Segundo dia de trabalhos
  • «Representamos um imenso território, com cerca de 15 mil quilómetros de costa»
  • Reabilitação, Expansão e Modernização do Porto do Lobito | Angola
  • Sandra Augusto apresenta o Projecto Logístico da Auto Europa - Portugal
  • Robledo Gioia apresenta o Grupo Libra | Brasil
  • Projecto Offshore da Bacia do Rovuma para Exploração de Gás Natural em Moçambique
  • VI Congresso da APLOP
  • Portos da Lusofonia em congresso

  •  Vídeo

    Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

     VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

     IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

     IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

     Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

     VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

     VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

     VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

     Mindelo e São Vicente com muita morabeza

     Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

     Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

     VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

     VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

     VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

     VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

     VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Adriano Rosamonte

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Augusto Fernando Cabi

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Madalena Neves

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Fernando Nunes da Silva

     Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

     “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

     IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

     IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

     “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

     Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

     IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

     «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

     Porto de Luanda - 1955

     III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

     III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

     III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

     Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

    Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)