Início > Artigo > Porto bate novos recordes com soja e contêineres em destaque



SANTOS, BRASIL

Porto bate novos recordes com soja e contêineres em destaque


A movimentação de cargas atingiu até julho a marca de 56,58 milhões de toneladas, registrando aumento de 2,8%. O movimento do mês chegou a 9,53 milhões, com índice de crescimento de 1,12%, apontando novos recordes para o Porto de Santos nos totais mensal e acumulado.

O bom desempenho é resultado direto do crescimento das exportações que apresentaram aumento de 4,4% em julho e de 7,3% no período, atenuando o efeito provocado pela queda das importações que já chega a 5,4% no acumulado.

Foram exportadas 38,18 milhões de toneladas, 67,47% de toda movimentação até julho.
Lideram o ranking dos produtos de maior movimentação a soja, o açúcar, milho, óleos combustível, diesel e gasóleo. O chamado complexo soja, formado por grãos e pelets, alcançou a expressiva marca de 12,06 milhões de toneladas, apresentando aumento de 34,5% na comparação com igual período de 2011. Tal demanda deve-se à antecipação dos embarques em função da temeridade do mercado pela falta da commoditie nos últimos meses do ano.

O açúcar, segunda maior carga operada em Santos, apesar da queda de 23,1%, contribuiu com 7,03 milhões de toneladas. O milho também ocupa posição de destaque com incremento de 26,6%, atingindo o total de 1,7 milhão de toneladas.
Dentre as principais cargas de importação, o destaque positivo fica com a amônia, produto utilizado principalmente para a produção de fertilizantes, com crescimento de 32,7%.
As operações com contêineres registraram aumento de quase 7% no total do período, alcançando 1,76 milhão de teu movimentados, com uma tonelagem de 18,45 milhões de toneladas, equivalente a 32,6% do total de cargas operado no Porto de Santos.

O fluxo de navios nos sete primeiros meses do ano apontou um total de atracações de 3237 embarcações, 5,1% a menor que em 2011, o que representa um crescimento de 8,3% na consignação média por navio (tonelagem de carga transportada), reflexo do aumento da profundidade, permitindo que um número menor de navios operem mais carga, gerando maior produtividade e redução de custos.
Quanto à balança comercial, Santos apresentou crescimento de cerca de 6%, respondendo por US$ 35,7 bilhões, com uma participação de 25,8% do total nacional.
O destaque fica com soja, açúcar e café. Juntos esses produtos responderam por US$ 11,33 bilhões. Somente a soja alcançou US$ 5,063 bilhões.
 




Data: 2012-08-29

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)