Início > Artigo > Delegação do Banco Mundial visita ilha do Maio para avaliar projecto do porto



A 22 DE AGOSTO | CABO VERDE

Delegação do Banco Mundial visita ilha do Maio para avaliar projecto do porto


Uma delegação do Banco Mundial (BM) visita Cabo Verde em Agosto, devendo deslocar-se ao Maio dia 22 para avaliar os projectos do porto da ilha, tendo em vista o seu financiamento, revelou a ministra das Infra-estruturas e Transportes, Sara Lopes (na foto).

Sara Lopes respondia às questões dos parlamentares na sessão de perguntas dos deputados ao Governo que marcou os trabalhos do período da tarde deste primeiro dia reunião plenária da Assembleia Nacional.

A governante afirmou que o porto da Maio junto com o do Tarrafal de São Nicolau são prioridades para o Governo, salientando que o executivo tem “batido a várias portas” na procura do financiamento para essas infra-estruturas portuárias que muita falta têm feito às duas ilhas.

“No dia 22 de Agosto deverá estar em Cabo Verde uma delegação do Banco Mundial e vão ao Maio tanto para avaliar as estradas que precisam de alguma intervenção para o restabelecimento do nível do serviço, mas também com o porto do Maio em agenda”, disse.

Além do BM, Sara Lopes avançou que tendo em conta a urgência em resolver esse problema, o Governo solicitou igualmente ao Banco Africano para o Desenvolvimento (BAD) a incluir o porto do Maio na sua agenda.

“Portanto, aquele que sair primeiro será o financiamento para o porto que é absolutamente urgente”, sublinhou acrescentando que várias soluções de curto prazo tem sido procuradas, tendo as mesmas demonstrado pouco operacionais, tendo em conta as características próprias do país e da ilha.

Questionada se o Maio vai beneficiar de um novo porto ou se é a infra-estrutura existente que vai ser reabilitada, a titular da pasta das Infra-estruturas e dos Transportes explicou que tudo vai depender do montante que o Governo conseguir mobilizar.

“Neste momento, há dois projectos já concebidos: um que seria investimento no actual porto com alteração da estrutura por forma a transformá-lo num porto atracável e outro que seria a construção de um novo porto na localidade Pau Seca”, explicou adiantando que se executivo conseguir financiamento para projectos estruturantes vai avançar com nova infra-estrutura.

“Se não conseguirmos mais do que 20 milhões de dólares (cerca de 1,7 milhões de contos) vamos avançar com intervenção no porto actual”, precisou ressalvando que mesmo adoptando esta solução o projecto para construção do novo porto vai manter-se de pé.

Sara Lopes considerou que as articulações são boas e que há um bom entendimento entre a Sociedade de Desenvolvimento Integrado das Ilhas de Boa Vista e Maio (SDTIMB) com outras instituições e que a questão de fundo tem a ver com o montante necessário para uma ou outra solução.

Durante a sessão das perguntas dos deputados ao governo a questão dos transportes marítimos esteve em destaque com os deputados a interrogar a ministra sobre a questão das tarifas e da inoperância de alguns barcos entre os quais o Praia d’Aguada, entre outros aspectos.

fonte




Data: 2012-07-25

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família