Início > Artigo > Governo rejeitou projecto de utilização de barcaças no Zambeze



MOÇAMBIQUE

Governo rejeitou projecto de utilização de barcaças no Zambeze


O governo moçambicano rejeitou a proposta apresentada em Junho de 2009 pela empresa australiana Riversdale Mining, posteriormente apoiada pelo grupo Rio Tinto, para o transporte de carvão pelo rio Zambeze, afirmou quinta-feira o ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula.

Trata-se de uma proposta que foi muito contestada por ambientalistas, ao defenderem que traria custos ambientais muito altos, que a médio e longo prazos se traduziriam em custos económicos.

Ao contrário, os economistas defendiam a viabilização da ideia de navegar o Zambeze para reduzir os custos de transporte de carvão de Tete.

Contactado pelo telefone pela agência financeira Reuters, o ministro precisou que o impacto ambiental da proposta é muito negativo e, não havendo soluções para mitigar esse efeito, não é possível utilizar o transporte fluvial para transportar até à costa o carvão mineral extraído na província de Tete.

A Riversdale propôs transportar, numa fase inicial, dois milhões de toneladas de carvão por ano em barcaças que seguiriam o rio Zambeze até ao porto da Beira, a ser progressivamente aumentada até 12 milhões de toneladas.

“De quatro em quatro anos temos problemas com o rio Zambeze, que sai das margens e mata pessoas e se vamos dragar o rio e alargar as margens, vamos ter mais problemas”, disse ainda o ministro, citado pela agência de notícias Macauhub.

fonte



Visite o Canal da APLOP no YOUTUBE

 

Estamos no Facebook, no Twitter e no Slideshare.


Conheça o portal da Associação dos Portos de Portugal (APP)




Data: 2012-03-10

Artigos relacionados:

  • Navegação nos rios Chire e Zambeze alvo de estudos
  • Malawi insiste na viabilidade do porto de Nsanje
  • O porto que causou uma crise diplomática
  • Rio Tinto defende solução fluvial para o escoamento do carvão de Moatize, Moçambique

  •  Vídeo

    Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

     “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

     VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

     IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

     IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

     Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

     VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

     VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

     VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

     Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

     Mindelo e São Vicente com muita morabeza

     Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

     Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

     VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

     VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

     Porto de Luanda - 1955

     Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

     Constituição da APLOP

    Constituição da APLOP

    Foto de família