Início > Artigo > Duas propostas na fase final do concurso do Corredor do Lobito



ANGOLA

Duas propostas na fase final do concurso do Corredor do Lobito


Duas propostas para o concurso público de concessão dos serviços ferroviários e de logística de suporte ao Corredor do Lobito foram admitidas pela Comissão de Avaliação, soube a ANGOP.

Trata-se das propostas dos consórcios constituídos pelas empresas Trafigura, Mota-Engil e Vecturis, bem como da CSC, integrada pela CITIC, Sinotrans e CR20.

O presidente da Comissão de Avaliação, José Roberto, revelou que as propostas foram apresentadas dentro dos prazos e cumpriram as formalidades essenciais, de acordo com o artigo 63 da Lei dos Contratos Públicos.

Estima-se que Maio próximo seja a data limite, para anunciar o vencedor do concurso.

Uma acta de reunião, indica que a concessão terá um prazo de exploração de 30 anos, podendo estender-se até 50 no máximo, nas condições definidas pelas peças do concurso.

Neste período, o concessionário vai assumir o transporte de grandes cargas, com maior predominância para os minérios e combustíveis, enquanto o serviço público de transporte de passageiros e de pequena carga, permanecerá sob gestão do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB).

Informou ainda que a concessão prevê também a integração do terminal mineraleiro do Porto do Lobito.

A concessão visa garantir a maximização e potenciação económica da infra-estrutura ferroviária do Corredor do Lobito, sendo que, pelas suas valências, apresenta-se como uma plataforma de dinamização económica provincial e nacional, permitindo a criação de postos de trabalho directos e indirectos, para o cidadão angolano, bem como o incremento das exportações e o investimento indirecto em plataformas multimodais, terminais e infra-estruturas logísticas satélites ao longo da linha.

A operação do Corredor do Lobito envolve investimentos adicionais, ao longo do percurso ferroviário Lobito/Benguela/Luau, incluindo, por um lado, a integração da via férrea contígua do outro lado da fronteira na República Democrática do Congo e, por outro, a construção de um ramal para a Zâmbia.

O Corredor do Lobito foi alvo de investimentos significativos, por parte do Estado angolano, recentemente, em cerca de 1,9 mil milhões de dólares, apliacados na reconstrução do caminho de ferro e na ligação com a RDC.

O acto de lançamento do concurso público internacional aconteceu a 08 de Setembro de 2021, com o objectivo de garantir a viabilidade económica da infra-estrutura ferroviária do Lobito.

fonte


 



Data: 2022-02-08

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

  Portos do Brasil - NEWS

 Portos de Cabo Verde – News

 Portos de Moçambique – News

 Portos de Angola – News

 Portos de Portugal – News

 XII CONGRESSO DA APLOP | LUANDA, 2021 - Disponíveis todas as apresentações

 XII CONGRESSO DA APLOP | LUANDA, 2021 | Playlist com 23 vídeos no Youtube

 Acórdãos e Avisos da ANTAQ + Legislação avulsa

 Clipping com a actualidade dos portos brasileiros

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alberto Bengue, Presidente da APANG

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Miguel Matabel

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alcídio Nascimento

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Ted Lago

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Fátima Alves

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Nuno Araújo

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Lucas Rênio

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família