Início > Artigo > Decréscimo da biomassa afecta sector pesqueiro no Cuanza Sul



ANGOLA

Decréscimo da biomassa afecta sector pesqueiro no Cuanza Sul


O decréscimo da biomassa está a provocar a redução da captura de pescado na província do Cuanza Sul, com um registo actual de 15 mil toneladas por ano, soube a Angop.

Entre a década de 80 e o ano 2000, a pesca marítima registava uma média de captura anual de 300 mil/ano, no Cuanza Sul.

Segundo o chefe do Departamento Provincial de Pescas, Fernando Sanito, que falava à Angop, em 2019 capturou-se 13.142 toneladas de pescado e em 2020 foram 15 mil toneladas.

Já no primeiro semestre de 2021, avançou, a captura foi de 10 mil toneladas de peixe, o que indica que se está longe de se atingir as 300 mil toneladas, devido, sobretudo, ao acentuado decréscimo da biomassa.

O responsável apontou como solução para se inverter o actual quadro, o acesso aos recursos biológicos aquáticos, a introdução de novas técnicas e tecnologias adaptáveis ao processo produtivo pesqueiro, o fortalecimento do sistema de investigação científica e da gestão das pescas.

Paralelamente a isto, frisou, urge a recuperação dos portos pesqueiros, melhorar-se as infra-estruturas de apoio a pesca, desenvolver a indústria de processamento e transformação de pescado e a produção do sal.

Igualmente, ressaltou que deverá desenvolver-se a aquicultura e a formação de quadros especializados, com vista a tornar a actividade pesqueira cada vez mais efectiva em termos de resultados.

O sector conta com 16 empresas e 34 cooperativas, das quais 12 dedicam-se à captura, transformação e comercialização de pescado, e uma frota pesqueira composta por cinco embarcações industriais, três semi-industriais e mais de 860 artesanais.

Sobre o desempenho da aquicultura, Fernando Sanito destacou que, em 2016, capturou-se 211 toneladas de Cacusso (Tilápia) e 26.620 Alevinos (peixinhos) e, já em 2017, tiveram uma produção de 40 toneladas, sendo que a partir de 2018 estes dados têm vindo a diminuir consideravelmente por falta de ração.

Relativamente às unidades salineiras, a província produziu, em 2020, três mil toneladas e 300 quilogramas e no primeiro trimestre deste ano, quatro mil e 193 toneladas.

A província conta com quatro unidades salineiras, das quais três no município de Porto Amboim (duas operacionais e uma em reabilitação), bem como uma no Sumbe que está inoperante.

A província do Cuanza Sul tem uma orla marítima de 178 quilómetros, com potencialidades em pescado, crustáceos e moluscos.

FONTE: Angop
 


 



Data: 2021-08-29

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Adriano Rosamonte

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Augusto Fernando Cabi

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Madalena Neves

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Fernando Nunes da Silva

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012

Congresso Intercalar da APLOP - Rio de Janeiro - Março de 2012