Início > Artigo > Docas do Rio destaca melhorias e oportunidades nos portos durante o fórum Sudeste Export



BRASIL

Docas do Rio destaca melhorias e oportunidades nos portos durante o fórum Sudeste Export


A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), Autoridade Portuária responsável pela administração dos Portos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis, é a anfitriã do Fórum Regional de Logística e Infraestrutura Portuária – Sudeste Export 2021, realizado nesta terça e quarta-feira (6 e 7 de julho). O evento, transmitido online pela plataforma Zoom diretamente do auditório da Receita Federal no Rio de Janeiro, reúne lideranças e especialistas do setor logístico portuário para discussões com temas relevantes.

A abertura do Fórum, após uma visita programada ao Porto do Rio de Janeiro, contou com a participação do diretor-presidente da Docas do Rio, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira; do diretor de Gestão Portuária da Docas do Rio, Mário Povia, que também é presidente do Conselho do Sudeste Export; e do presidente do Conselho Nacional do Fórum Nacional Brasil Export, José Roberto Campos.

Durante sua apresentação sobre a Docas do Rio, o presidente Laranjeira destacou o crescimento da companhia a partir das mudanças promovidas pela atual gestão, as melhorias realizadas na infraestrutura portuária e as oportunidades de investimentos nos portos. “Com as medidas tomadas nos últimos dois anos, registramos a redução de R$1,4 bilhão no passivo, integramos o faturamento dos quatro portos, que cresceu 48,5% no primeiro quadrimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, negociamos dívidas históricas e colocamos em prática um plano de redução de despesas que incluiu o Plano de Demissão Voluntária (PDV) e a contratação de uma consultoria tributária”, detalhou o presidente Laranjeira.

Sobre a infraestrutura portuária, o presidente da Docas do Rio ressaltou que o acesso aquaviário ao Porto do Rio de Janeiro alcançou um novo patamar nos últimos tempos: “Com a instalação de novas boias articuladas submersíveis, conseguimos viabilizar a navegação noturna no Canal de Cotunduba, permitindo que a operação portuária não seja mais interrompida durante a noite”. Além disso, outros pontos do acesso aquaviário foram lembrados, tais como a implementação do sistema de calado dinâmico e do VTMIS (sigla em inglês para Sistema de Gerenciamento e Informação do Tráfego de Embarcações) nos Portos do Rio de Janeiro e Itaguaí. Projetos futuros como o alfandegamento do cais público do Porto do Rio, batimetrias e dragagens, recebimento de navios com 400m de LOA no Porto do Rio e implantação do canal derivativo no Porto de Itaguaí também foram citados.

Quanto às melhorias do acesso terrestre, o presidente Laranjeira falou sobre a inauguração da Avenida Portuária, que liga a Avenida Brasil diretamente ao Porto do Rio de Janeiro, sobre o futuro Pátio Ferroviário Alencastro no Porto do Rio e o projeto de construção de pátios de triagem e Truck Centers nos Portos do Rio e de Itaguaí. Os investimentos em tecnologia para o aumento da segurança portuária também foram salientados pelo diretor-presidente ao discorrer sobre o Centro de Comando e Controle de Segurança Portuária (CCCSP), operado pela Guarda Portuária, e sobre a informatização do controle de acesso ao Porto do Rio de Janeiro com a implantação do Sistema de Gerenciamento de Acesso Docas (SGAD).

Por fim, o presidente Laranjeira abordou projetos da área de Negócios e Sustentabilidade da companhia: “Temos interagido muito com o mercado para atrair futuros investimentos com as áreas disponíveis nos portos para novos arredamentos e temos certeza de que a parceria público-privada sairá desse processo ainda mais fortalecida”. Sobre a Responsabilidade Social da companhia, o diretor destacou os projetos Porto Verde e Rua Walls, que transformou os muros externos do Porto do Rio de Janeiro em uma exposição de arte urbana, com a participação de 18 artistas e a utilização de mão de obra da comunidade local.
 


 



Data: 2021-07-07

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alberto Bengue, Presidente da APANG

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alcídio Nascimento

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Ted Lago

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Fátima Alves

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Nuno Araújo

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Lucas Rênio

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)