Início > Artigo > Grupo português ETE reforça aposta em Cabo Verde



Grupo português ETE reforça aposta em Cabo Verde


A empresa portuguesa ETE anunciou no dia 11 a nomeação de Jorge Maurício (na foto) como vice-presidente do grupo para Cabo Verde, como reforço da posição no arquipélago, onde emprega mais de 250 trabalhadores no transporte marítimo, logística e agentes de navegação.

O grupo ETE, liderado por Luís Figueiredo, afirma que a nova composição do conselho de administração representa "mais um passo" do "compromisso" com Cabo Verde, onde opera há mais de 30 anos e que passa por "contribuir para o seu desenvolvimento e responder com eficiência às necessidades das populações e dos agentes económicos".

O grupo acrescenta que regista atualmente um "crescimento significativo" em Cabo Verde, onde conta já com três das suas seis áreas de negócio, nomeadamente no transporte marítimo de passageiros e carga -- através da empresa CV Interilhas, liderada em 51% pela Transinsular -, na logística e no setor dos agentes de navegação.

Estas áreas estão "representadas por empresas de direito cabo-verdiano e empregando mais de 250 profissionais, na sua maioria de nacionalidade cabo-verdiana".

Para o presidente do conselho de administração, a nomeação de Jorge Maurício e o "reforço da equipa de gestão" em Cabo Verde, "reflete a aposta na dinamização da atuação" do grupo ETE no arquipélago, numa "nova fase de desenvolvimento" dos respetivos negócios.

"Reforçamos o nosso compromisso com Cabo Verde, que naturalmente fortalecerá a ligação a todos os clientes e parceiros, garantindo a total coesão das estratégias do grupo com os mercados que servimos e que, acreditamos, que resultará numa melhoria considerável da nossa proposta de valor, mas acima de tudo, num crescimento sustentado da nossa atividade", afirma Luís Figueiredo.

Em 2019, através da empresa Transinsular, o grupo ETE criou a CV Interilhas, que assumiu a concessão do serviço público de transporte marítimo de passageiros e cargas entre as várias ilhas de Cabo Verde, por 20 anos, após concurso público internacional.

Jorge Maurício já integrou várias empresas do setor marítimo em Cabo Verde, casos da Enapor, Silmac e Porto do Mindelo, além da Associação de Gestão dos Portos da África Ocidental e Central (PMAWCA, na sigla em inglês), segundo a informação disponibilizada pelo grupo ETE.
 


 



Data: 2020-10-11

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

  Portos do Brasil - NEWS

 Portos de Cabo Verde – News

 Portos de Moçambique – News

 Portos de Angola – News

 Portos de Portugal – News

 XII CONGRESSO DA APLOP | LUANDA, 2021 - Disponíveis todas as apresentações

 XII CONGRESSO DA APLOP | LUANDA, 2021 | Playlist com 23 vídeos no Youtube

 Acórdãos e Avisos da ANTAQ + Legislação avulsa

 Clipping com a actualidade dos portos brasileiros

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alberto Bengue, Presidente da APANG

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Miguel Matabel

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alcídio Nascimento

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Ted Lago

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Fátima Alves

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Nuno Araújo

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Lucas Rênio

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)