Início > Artigo > Porto de Itaguaí estuda a implementação de calado dinâmico



BRASIL

Porto de Itaguaí estuda a implementação de calado dinâmico


A fim de oferecer mais segurança de navegação com um calado maior, a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) estuda a implementação do calado dinâmico no Porto de Itaguaí. Estima-se, com isso, um ganho médio de até 1 metro sobre o atual calado máximo de 17,80 metros, além de mais agilidade no uso do canal de navegação na Baía de Sepetiba.

Com esse intuito, a empresa australiana OMC International está realizando medições nas manobras do porto a fim de implementar a demonstração do sistema conhecido por DUKC (sigla do inglês Dynamic Underkeel Clearance). Os estudos de viabilidade de adoção do sistema foram iniciados em 03 de julho e devem ser concluídos até o dia 20 de julho.

O DUKC é um sistema de monitoramento, que analisa como os diversos fatores ambientais afetam o comportamento de cada embarcação para calcular o calado operacional máximo em cada manobra. A implantação do sistema assegura que as embarcações, mesmo sob condições meteorológicas e oceanográficas adversas, irão manter uma profundidade segura entre a quilha e o canal de navegação.

 fonte

Dynamic Under Keel Clearance (DUKC®) from OMC International on Vimeo.


 



Data: 2019-07-11

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)