Início > Artigo > Operação com vagões double-stack da Brado aumenta em 40% capacidade de transporte por ferrovia



BRASIL

Operação com vagões double-stack da Brado aumenta em 40% capacidade de transporte por ferrovia


Com mais de 60 tipos de produtos transportados diariamente por ferrovia entre Sumaré (SP) e Rondonópolis (MT), a Brado estruturou uma nova operação para expandir as operações do mercado interno brasileiro. Com a utilização de vagões double-stack, com contentores empilhados em dois níveis, a empresa de inteligência logística projecta um ganho de 40% na capacidade de transporte dos trens de carga.

Modelo de referência nos Estados Unidos, esse tipo de operação será utilizado pela primeira vez em trajetos de longa distância no Brasil. Os trens são formados com vagões que podem carregar até três contêineres empilhados (um de 40 pés e dois de 20 pés).

“É uma operação que atende as necessidades de um mercado em expansão, percorrendo um trajeto de aproximadamente 1.400 quilômetros entre as regiões Sudeste e Centro-Oeste do país”, afirma Marcelo Saraiva, Diretor Comercial e de Operações da Brado. “O double-stack é um sistema eficiente que dobra a capacidade em relação ao vagão convencional, além de outros benefícios, como redução no consumo de combustível e segurança operacional.”

fonte


 



Data: 2019-06-22

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)