Início > Artigo > Exploração dos recursos pesqueiros no país é pouco sustentável



ANGOLA

Exploração dos recursos pesqueiros no país é pouco sustentável


A exploração dos recursos pesqueiros no país continua a ser feita de forma pouco sustentável, facto que pode comprometer a duração dos produtos dos mares e rios.

 

A constatação é do especialista em ecologia dos sistemas aquáticos João Lara Macuva Hotalala, em declarações à ANGOP, ao admitir que a actividade piscatória, no país, é ainda insuficiente em termos de sustentabilidade.

Explicou que qualquer exploração sustentável dos recursos pesqueiros assenta, fundamentalmente, na investigação científica do potencial evolutivo e de risco das espécies, o que não se observa em Angola.

Embora reconheça o trabalho de controlo que tem sido feito, para determinar as épocas de captura do pescado e as espécies, João Hotalala é de opinião que o ministério das Pescas e do Mar aposte mais na componente investigativa.

Para ele, a investigação vai permitir criar bases de dados da fauna parasitológica dos recursos pesqueiros e estimar a idade e as etapas de crescimento destes mesmos recursos para melhor serem explorados.

“Angola é dos paises mais ricos em recursos pesqueiros no continente, mas se a exploração não respeitar principios básicos da sustentabilidade corremos o risco sério de perdemos tais recursos a médio prazo”, alertou.

fonte
 


 



Data: 2019-05-31

 Vídeo

Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012

 “INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - Adalmir José de Sousa (4)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Futuro Terminal de Cruzeiros do Rio de Janeiro

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Porto de Luanda - 1955

 Constituição da APLOP - 13.05.2011 - Primeiros momentos

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)