Início > Artigo > Sistema electrónico garante segurança à pesca artesanal



ANGOLA

Sistema electrónico garante segurança à pesca artesanal


Um sistema electrónico para mil embarcações, que visa a protecção de mais de seis mil pescadores e de monitorização das embarcações artesanais, entra em funcionamento a partir de Janeiro de 2017, anunciou o director do gabinete técnico de informação do Ministério das Pescas, João Silva.

Em declarações à imprensa, após a realização da palestra sob o tema “Sistema electrónico para a protecção do pescador e de monitorização das embarcações artesanais (GTI), João Silva disse que esta medida vai garantir segurança aos pescadores artesanais e em caso de perigo serem facilmente localizados e socorridos de imediato.

Numa primeira fase, pontualizou, o projecto começa a ser implementado nas comunidades piscatórias do Yembe, no município de Ambriz, província do Bengo e no Egipto Praia no Lobito, em Benguela.

“A preocupação primária do Ministério das Pescas é a segurança dos pescadores, principalmente dos que actuam na área da pesca artesanal”, disse.

João Silva salientou que o sistema de protecção e monitorização vai permitir que o pescador tenha dois dispositivos, sendo um móvel, preso ao colete de cada membro da tripulação e outro na embarcação.

Explicou que o dispositivo móvel, em caso de perigo, o pescador artesanal precisará simplesmente de accionar um botão, para emitir sinais à central, durante 24 horas, permitindo que as equipas de salvação se desloquem rapidamente.

As vantagens do uso deste dispositivo, associado à embarcação, permite localizar a embarcação onde quer que esteja, através do centro de controlo e evita a pesca em áreas proíbidas, além das milhas regulamentadas de acordo as leis de recursos biológicos e aquáticos.

“Tivemos situações em anos recentes de pescadores artesanais que andaram à deriva durante um mês e alguns até foram aparecer no Ghana, daí que se pensou na solução em saber a localização dos pescadores”, revelou.

Os pescadores artesanais têm de estar associados a uma cooperativa e através destas o Ministério das Pescas vai disponibilizar o acesso deste sistema de monitorização.

Por seu turno, a directora provincial das Pescas do Zaire, Fernanda Guerra, disse que a utilização deste dispositivo no país constitui um grande avanço relativo à segurança da actividade pesqueira.

“Tem acontecido acidentes no mar e desaparecimento de pescadores e tem sido difícil acudir no momento e este dispositivo vai permitir a sua localização e uma intervenção imediata, quando necessário”, assegurou.

A responsável referiu que através de um centro de monitorização vai ser possível controlar as embarcações e as invasões pesqueiras.

O dispositivo electrónico para protecção do pescador e de monitorização das embarcações artesanais é um aparelho que permite uma localização geográfica, assim como funciona o GPS e comunica-se com o centro de monitorização.

fonte

 


VEJA UMA PLAYLIST COM DEZENAS DE VÍDEOS DO LOBITO, CATUMBELA E BENGUELA, CLICANDO NA IMAGEM

Lobito 2013 NO FACEBOOK - CENTENAS DE FOTOS E VÍDEOS



Data: 2016-12-08

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alberto Bengue, Presidente da APANG

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alcídio Nascimento

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Ted Lago

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Fátima Alves

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Nuno Araújo

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Lucas Rênio

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)

Constituição da APLOP - João Carvalho (IPTM) e José Luís Cacho (APP)