Cabo Verde

CABO VERDE

ENAPOR com registo positivo no 1. Semestre de 2021

A ENAPOR publicou os dados estatístico referentes ao 1º Semestre de 2021 que registam um aumento em quase todos os segmentos do negócio portuário, com destaque para o tráfego de passageiros que, a nível global, aumentou 10% em relação ao período homólogo.

Todos os portos registaram um crescimento considerável na movimentação de passageiros, com destaque para o Porto da Praia e o Porto Novo, com crescimento em valor absoluto de 7837 passageiros (22,3%) e 7112 passageiros (6,1), respetivamente.

Em relação ao fluxo de navios, de forma global, houve um aumento de 1,7% no 1º semestre em relação ao mesmo período do ano anterior. Com destaque para os portos Vale Cavaleiros (+22,6%), Porto Furna (+10%), Porto Tarrafal (+8,3%) e Porto Praia (+8%).

Em relação aos navios de Longo Curso - LC, houve um aumento de 2,8%. Em evidência está o Porto Grande com um aumento de 52 navios LC (+16,4%). No que tange a navios Cabotagem registou-se um crescimento de 1,5%, com realce para o Porto Vale Cavaleiros com + 55 navios Cabotagem (23,7%) e o Porto da Praia com + 49 navios Cabotagem no 1º semestre de 2021 (+12,4%).

O movimento de mercadorias aumentou em todos os Portos, exceto no Porto de Palmeira e no Porto de Sal-Rei que tiveram uma redução de aproximadamente 40% no fluxo de carga. Devido a este decrescimento, o fluxo de carga a nível global é de -2,65% no 1º semestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020.

Destaque-se, no entanto, o crescimento considerável na movimentação de mercadorias nos portos de Porto Inglês (+ 48,7%), Porto Novo (+39,7%), Porto Vale Cavaleiros (+37,2%) e Porto Tarrafal (+27,6%).

No que tange ao movimento de Mercadorias contentorizadas, de forma global, os Portos de Cabo Verde registaram um decréscimo de 7,4% de TEUs movimentados no 1º semestre em relação ao período homólogo. Isto deve-se à redução de movimentação de TEUs nos porto de Palmeira e o Sal-Rei que registaram uma redução de TEUs movimentados de -58,5% (2343 Teus) e -68,9% (1029 Teus) respetivamente. Esta redução influenciou diretamente no resultado global.

Já o Porto Grande e o Porto Praia, que têm grande influência no volume de TEUs movimentados em Cabo Verde, mantiveram-se estáveis neste segmento: o Porto Grande obteve um aumento de 1,1% (123 TEUs) e o Porto Praia um aumento de 0,1% (27 TEUs).

Os dados publicados revelam uma retoma gradual da normalidade no sector, após um período de abrandamento devido à pandemia da Covid-19.

Os Portos de Cabo Verde mantêm-se firmes na sua nobre missão de garantir a coesão territorial, a promover a circulação de pessoas e bens e a contribuir para o desenvolvimento da economia nacional.