Início > Moçambique

DE PORTUGAL PARA MOÇAMBIQUE

Medicamentos, livros e alimentos a caminho de Tete

Navio Conti Everest transporta dois contentores de bens muito variados reunidos em Portugal, e que têm como destino Tete, uma diocese mais extensa do que o território português.

Depois de terem sido carregados em Fátima por 35 voluntários, dois contentores carregados de bens deixaram o Porto de Sines a 23 de Novembro e partem rumo ao Porto da Beira, em Moçambique. Todos os bens a doar serão transportados no navio Conti Everest. A deslocação deverá prolongar-se ao longo de 39 dias. Prevê-se que a chegada dos bens ao Porto da Beira deva acontecer a 1 de janeiro de 2022.

Ministro do Mar português defende industrialização e desenvolvimento sustentável em Moçambique

O Ministro do Mar português defendeu em declarações à Lusa um processo de industrialização em Moçambique alinhado com o desenvolvimento sustentável e atento às alterações climáticas, manifestando a abertura de Portugal para uma agenda comum de conservação.

"Espero ver Moçambique a progredir na sua industrialização, tendo em atenção o desenvolvimento sustentável e os impactos no clima", disse Ricardo Serrão Santos à margem da 2.ª Conferência Internacional Crescendo Azul, centrada nos oceanos e que decorreu na província de Inhambane, sul de Moçambique.

DGRM na Conferência «Crescendo Azul», em Moçambique

A DGRM integrou a comitiva portuguesa liderada pelo Ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, que participou na Conferência “Crescendo Azul”, realizada em Vilankulo, nos dias 18 e 19 de novembro, tendo integrado os painéis de oradores em dois momentos da Segunda Edição desta Conferencia Internacional, que teve como tema “Investir na Saúde do Oceano é Investir no Futuro do Planeta”.

A primeira participação decorreu na sessão paralela “Economia Azul e Ordenamento do Espaço Marítimo”, tendo a Subdiretora da DGRM, Susana Batista, efetuado uma apresentação subordinada ao tema “Operacionalização do Quadro Legal de Utilização Privativa do Espaço Marítimo”.

MOÇAMBIQUE

Porto da Beira responde activamente à crise do transporte marítimo global

A Cornelder de Moçambique, SA e o Corredor da Beira viram um aumento contínuo na demanda pelos seus serviços, por parte dos exportadores de cobre dos países do hinterland.

Durante os exercícios económicos de 2018 e 2019, essa procura traduziu-se em um aumento significativo de 42% no cobre da Zâmbia e um impressionante aumento de 700% na República Democrática do Congo (RDC), o que contribuiu para que o porto manuseasse mais de 270.000 toneladas de cobre naquela época.

DE 41 PARA 81 MILHÕES DE TONELADAS

Governo moçambicano prevê duplicar a carga manuseada nos portos

O Governo prevê duplicar a carga manuseada nos portos nacionais ao sair de 41 para 81 milhões de toneladas em quatro anos. A informação foi avançada pelo ministro dos Transportes e Comunicações no encerramento do 39.° Conselho Coordenador do sector.

Porto moçambicano da Beira reactiva carga de cobre a granel face a crise global de contentores

O Porto da Beira, no centro de Moçambique, um dos mais movimentados do país, introduziu o carregamento a granel de cobre exportado da África Austral como alternativa à actual crise no transporte de contentores, anuncia a empresa gestora.

Nacala Logistics incrementa capacidade de transporte de carga

A Nacala Logistics, concessionária e operadora do Corredor de Desenvolvimento de Nacala, aumentou a sua capacidade de importação de produtos a partir do porto de Nacala com destino à cidade de Blantyre, no Malawi, com a introdução de nove novas locomotivas.
Esta nova aquisição acontece cerca de dois anos depois de a Nacala Logistics ter sido criada como uma entidade integrada, representando todas as concessionárias do corredor.

MOÇAMBIQUE

Sector de Mar e Pescas arrecadou MZN 227 milhões no 1.º semestre deste ano

O Governo encaixou, no primeiro semestre deste ano, 227 milhões de meticais, provenientes do sector do Mar e Pescas, o correspondente a 54% dos 421 milhões estabelecidos para 2021. O valor arrecadado é menos de 5% dos primeiros seis meses do ano anterior.

Empresa chinesa constrói porto em Moçambique para escoar minério

A empresa chinesa Dingsheng Minerals espera receber nos próximos dias uma licença do Governo de Moçambique para começar em breve a construção de um porto na província de Gaza para escoar minério, avança a Rádio Moçambique.

O Vice-Director da Dingsheng Minerals disse que, numa primeira fase, o porto de Chongoene poderá acolher navios com capacidade para transportar até 5 mil toneladas de carga.

Mota-Engil quase duplica contrato de mineração em Moçambique para 742 milhões

O contrato de mineração da Mota-Engil com a Vale, em Moçambique, vai ser prolongado por dois anos, passando a totalizar 871 milhões de dólares norte-americanos (equivalente a cerca de 742 milhões de euros). O projeto quase duplica de valor, segundo informações comunicadas à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

MOÇAMBIQUE

Plano rodoferroviário para diminuir o tráfego de camiões

A Transnet e a Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), a empresa ferroviária estatal de Moçambique, estão a cooperar para aumentar a quantidade de carga na linha ferroviária que atravessa a fronteira de Lebombo. “Um porto seco no posto fronteiriço de Ressano Garcia está em construção e quase concluído”, disse o porta-voz do CFM, Adélio Dias.

MOÇAMBIQUE

Mitsui optimista sobre o reinício do projecto de GNL

O chefe executivo da multinacional japonesa Mitsui expressou “optimismo” em relação ao projecto de gás natural da Área 1 no norte de Moçambique, congratulando-se com os progressos na restauração da segurança na região, disse uma fonte governamental.

A fonte disse à Lusa que Motoyasu Nozaki expressou as suas expectativas numa reunião com o Ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, como parte de uma visita a Moçambique para se encontrar com funcionários locais.

MOÇAMBIQUE

Licenças para captura de camarão e caranguejo geram 200 milhões de meticais

Cerca de 200 milhões de meticais foram gerados durante o primeiro semestre de 2021, através do licenciamento para captura de camarão e caranguejo, um desempenho avaliado em 56 por cento.

Segundo o director-geral Adjunto da Administração Nacional de Pescas, Cassamo Júnior, neste desempenho, o destaque vai para o licenciamento dos operadores de pesca industrial, cujas receitas foram de 155 milhões de meticais, cerca de 61%.

MOÇAMBIQUE

Estado receberá cerca de um bilião de meticais de dividendos da CFM

Cerca de mil milhões de meticais de dividendos da empresa pública Mozambique Ports and Railways (CFM) serão pagos ao Estado este ano.

No ano económico e financeiro de 2020,o CFM gerou um rendimento líquido de mais de 5,2 mil milhões de meticais, um montante considerado positivo mesmo tendo em conta o impacto do Covid-19, o que condicionou a actividade empresarial no país e em todo o mundo.

MOÇAMBIQUE

Porto de Maputo manuseia mais de 18 milhões de toneladas de carga em 2020

O Porto de Maputo manuseou um volume de mais de 18 milhões toneladas de carga no ano passado, contra 21 milhões toneladas em 2019, uma queda de 14,3%, que se deve, em parte, ao impacto da Covid-19, bem como às medidas restritivas para travar a propagação da pandemia em Moçambique e nos países da região Austral de África.

MOÇAMBIQUE

BAD aprova donativo de 665 mil dólares para Reabilitação da Linha Férrea de Machipanda

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) anunciou a aprovação de um donativo no valor de 665 mil dólares, para financiar o Estudo de Impacto Ambiental e Social (ESIA) para o projecto de Reabilitação da Linha Férrea de Machipanda, no Corredor da Beira.

Trata-se de um valor aprovado através do Fundo Especial do Mecanismo de Preparação de Projectos de Infraestrutura da NEPAD (NEPAD-IPPF) através do qual se vai garantir “que o projecto considere as questões de resiliência e sustentabilidade, ao mesmo tempo que proporciona conforto aos financiadores de dívidas subsequentes do projecto quanto à sua bancabilidade”.

MOÇAMBIQUE

Machanga vai exportar sal para mercado da SADC

O distrito costeiro de Machanga, na província de Sofala, pretende, a partir deste ano, realizar a primeira exportação desal para o mercado de alguns países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

O director dos Serviços Distritais de Actividades Económicas, Ângelo Jone, em declarações ao “Notícias”, refere quejá se encontram no terreno técnicos do Ministério da Indústria e Comércio para a certificação do produto.

MOÇAMBIQUE

Presidente do Botswana visita Porto de Nacala

A convite do Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi e, também, Presidente em exercício da SADC, o Presidente do Botswana, Mokgweetsi Masisi, visitou o Porto de Nacala, visita essa que decorreu na esteira do programa de inauguração do Centro de Operações Humanitárias e de Emergência (COHE) da Comunidade de Desenvolvimento da Àfrica Austral (SADC), tendo permitido que os dois estadistas se inteirassem com profundidade sobre as obras de reabilitação e expansão do Porto comercial de Nacala.

MOÇAMBIQUE

África poderá industrializar-se com zona de livre comércio

A zona de livre comércio africana é uma oportunidade para a industrialização do continente, defende o representante do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) em Moçambique, e justifica afirmando que poderá permitir o aumento do comércio intracontinental.

“A zona de livre comércio constitui uma grande oportunidade para a industrialização do continente africano, porque tem potencial para permitir que produtos primários e intermédios sejam transformados no continente”, afirmou Pietro Toigo.

MOÇAMBIQUE

Integração no mercado africano: País aposta na logística e infra-estruturas portuárias

A VICE-MINISTRA da Indústria e Comércio, Ludovina Bernardo, disse que Moçambique pretende continuar a construir a sua geografia de desenvolvimento económico multilateral, integrando cada vez mais a sua economia nos serviços de logística e infra-estruturas portuárias, corredores de desenvolvimento e turismo de África.

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alberto Bengue, Presidente da APANG

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alcídio Nascimento

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Ted Lago

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Fátima Alves

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Nuno Araújo

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Lucas Rênio

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família