Início > MACAU - CHINA

Porto chinês recebe primeiro navio de grande porte vindo do Brasil

Um cargueiro da mineradora brasileira Vale SA, com 398 mil toneladas de minério de ferro a bordo, esteve no porto de Luoyu, na província de Fujian, no sudoeste da China.
Este foi o primeiro navio de grande porte da Vale – do tipo Valemax, com capacidade para transportar até 400 mil toneladas de minério – a chegar ao sexto maior porto da China.

Medway lança serviço para transportar mercadorias entre Portugal e a China por comboio

A Medway anunciou o início do seu novo serviço ligando a China e Portugal, através da ferrovia, visando a exportação e a importação.

Este serviço de transporte de mercadorias promovido pela operadora ferroviária, será levado a cabo em parceria com a companhia China Railways, com um tempo de trânsito de 28 dias, passa a ligar Yiwu, na China, e Valongo, Entroncamento e Bobadela, em Portugal.

AÇU

Empresas chinesas lançam projecto de energia solar em porto brasileiro

O grupo de Hong Kong China Development Integration Ltd. e a empresa estatal China Machinery Engineering Corp anunciaram um acordo para desenvolver um projecto de energia solar no porto de Açu, no sudeste do Brasil. Num comunicado conjunto, as duas empresas revelam que assinaram um memorando que cobre a engenharia, aquisição de equipamentos, construção e financiamento do projecto.

As empresas prevêem que o projecto, com capacidade para gerar 1.100 megawatts de energia eléctrica, exija um investimento total de cerca de mil milhões de dólares americanos, incluindo a participação de fundos chineses de capitais.

Exportações de Macau para países lusófonos mantêm tendência positiva

Macau exportou mercadorias no valor de 162 mil patacas (quase US$20.250) para os Países de Língua Portuguesa nos primeiros dois meses de 2021, quase quatro vezes mais do que em igual período do ano passado.

Segundo dados oficiais divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos de Macau, toda a mercadoria exportada correspondia a produtos ‘Made in Macau’.

Empresa chinesa usa transporte ferroviário para importar produtos portugueses

Uma empresa chinesa começou a utilizar o transporte ferroviário entre a China e a Europa para importar, no regresso do continente europeu, produtos de limpeza de Portugal para a província de Zhejiang, no leste da China.

O comboio China-Europa permitiu alargar o negócio da empresa, que colocou produtos portugueses em plataformas de comércio electrónico e em lojas de retalho, disse o gestor, Zhang Xuefeng.

China e Países de Língua Portuguesa complementares comercialmente

A China e os mercados lusófonos são blocos complementares na área do comércio, defende Wang Chengan, investigador do Centro de Estudos dos Países de Língua Portuguesa da Universidade de Economia e Negócios Internacionais, sedeada em Pequim.

A China exporta para os Países de Língua Portuguesa sobretudo produtos electrónicos e mecânicos, aparelhos de telecomunicações e audiovisuais, e têxteis e vestuário, sublinhou o antigo Secretário-Geral do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau).

Primeira remessa de celulose brasileira enviada através de novo corredor logístico chinês

A primeira remessa de celulose brasileira a fazer uso do Novo Corredor Ocidental de Comércio Terrestre-Marítimo da China foi enviada no início de Março.

Os contentores, carregados com 2.650 toneladas de celulose, partiram do porto de Qinzhou, na província de Guanxi, no sul da China, tendo já chegado de comboio à cidade de Chongqing, no sudoeste do país.

Macau leva produtos dos Países de Língua Portuguesa a feira de Xangai

O Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) abriu as inscrições para a participação de empresas locais na quarta edição da Exposição Internacional de Importação da China (CIIE, na sigla inglesa) em Xangai.

As inscrições estão abertas até 2 de Abril para, entre outros, empresas de distribuição de produtos alimentares lusófonos e prestadores de serviços jurídicos, contabilísticos e de tradução, no âmbito da cooperação com os Países de Língua Portuguesa.

MACAU

Associação comercial quer criar centro sino-lusófono em Nansha

A Associação Comercial Internacional para os Mercados Lusófonos (ACIML) está a planear a criação de um centro de serviços no distrito de Nansha, em Guangzhou, no sul da China, para ajudar empresas do Interior da China e dos Países de Língua Portuguesa a atrair investimento e promover os seus produtos.

EM 2020

Exportações de Macau para países lusófonos sobem em flecha

Macau exportou mercadoria no valor de 12,3 milhões de patacas (US$1,54 milhões) para os Países de Língua Portuguesa EM 2020, nove vezes mais do que em 2019.

Segundo dados oficiais divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos de Macau, a esmagadora maioria (mais de 11,75 milhões de patacas) correspondeu à exportação de produtos ‘Made in Macau’, sendo produtos químicos orgânicos responsável por 11 milhões de patacas.

Valor de mercadorias importadas por países lusófonos a Macau sobe 867,4% em 2020

O valor de mercadorias importadas pelos países lusófonos a Macau subiu 867% em 2020, em relação a 2019, mas o das exportações caiu 17,3%.
Os dados da Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) indicaram importações de mercadorias no valor de 12 milhões de patacas (1,24 milhões de euros) e exportações num montante de 698 milhões de patacas (72,27 milhões de euros).

ANTÓNIO COSTA

Acordo de investimentos com a China é «do interesse dos europeus»

O Primeiro Ministro português, António Costa, defendeu que o acordo de princípio sobre investimentos alcançado entre a União Europeia (UE) e a China é "do interesse dos europeus" e deve ser "aprovado o mais rapidamente possível".

Economias chinesa e portuguesa fortemente complementares, diz diplomata

A forte complementaridade entre as economias da China e Portugal pode gerar novas perspectivas de cooperação, diz Xu Zhida, Encarregado de Negócios da Embaixada da República Popular da China em Lisboa.

DE JANEIRO A NOVEMBRO 2020

Países lusófonos exportaram menos 19,7% para Macau

Os países lusófonos exportaram menos 19,7%, para Macau nos primeiros 11 meses do ano, em relação a igual período de 2019, anunciou a Direção de Serviços de Estatísticas e Censos (DSEC).

Por outro lado, os países de língua portuguesa, entre janeiro e novembro, importaram da região administrativa especial chinesa produtos no valor de 11 milhões de patacas (1,1 milhões de euros), o que representa um aumento de 765,3%.

China abre portas para investimentos europeus no sector marítimo

A União Europeia chegou a um acordo com a China com o objectivo de criar oportunidades de investimento para empresas europeias e facilitar a abertura do mercado chinês. Assim, o país asiático abre mais portas à entrada de empresas europeias, o que terá um impacto directo no sector marítimo-portuário, bem como no transporte aéreo ou automóvel.

15 DE JANEIRO

Fórum «Belt and Road Trade and Investment» na China

A segunda edição do Fórum “Belt and Road Trade and Investment”, organizado pelo China Council for the Promotion of International Trade (CCPIT) e a China Chamber of International Commerce (CCOIC), este ano dedicado ao tema “Strenghening Openness and Cooperation to Weather the Trying Times”, decorre no dia 15 de janeiro.

Este certame é realizado com recurso a plataformas online, conta com a discussão de tópicos como o desenvolvimento da economia digital e a transição para uma economia sustentável, e inclui uma sessão de matchmaking B2B bem como uma sessão livestreaming de vendas, que se constitui como uma oportunidade para o estabelecimento de contatos e parcerias locais.

Exportações de Macau para países lusófonos disparam

Macau exportou mercadoria no valor de 10,5 milhões de patacas (US$1,3 milhões) para os Países de Língua Portuguesa nos primeiros 10 meses deste ano, oito vezes mais do que em igual período do ano passado.

Segundo dados oficiais divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos de Macau, a esmagadora maioria (mais de 10,2 milhões de patacas) correspondeu à exportação de produtos ‘Made in Macau’.

Página electrónica da Academia Fiscal de Macau no Quadro da Iniciativa «Faixa e Rota»

Em 2019, na qualidade de membro do Conselho Directivo, a Região Administrativa Especial de Macau celebrou, em Wuzhen da Província de Zhejiang, o «Memorando de entendimento para o mecanismo de cooperação sobre administração fiscal, no âmbito da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”», participando nos trabalhos relativos ao «Mecanismo de cooperação sobre administração fiscal, no âmbito da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”».

Macau pode ajudar a estimular exportações lusas para a China, diz Embaixador português

O Embaixador de Portugal em Pequim, José Augusto Duarte, espera que mais empresas aproveitem as vantagens de Macau para introduzir um maior número de produtos portugueses e de maior qualidade na China Interior.

Segundo o diplomata, Macau, como uma plataforma entre a China e os Países de Língua Portuguesa, pode ajudar a reforçar os laços económicos, comerciais e turísticos entre a China e Portugal.

Fórum de Macau instala Pavilhão em Qingdao de Shandong, divulgando os Países de Língua Portuguesa e a Plataforma de Macau

Com vista a impulsionar os municípios e as províncias do Interior da China a aproveitarem a Plataforma de Macau na sua cooperação económica e comercial com os países lusófonos do Fórum de Macau, o Secretariado Permanente do Fórum de Macau instalou, entre 12 e 14 de Novembro, na “Semana Dinâmica de Macau – Qingdao, Shandong”, o Pavilhão dos Países de Língua Portuguesa no sentido de divulgá-los e o Papel de Macau como a Plataforma entre a China e os PLP.

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 Operação Urbana Porto Maravilha - Simulação 3D do Sistema Viário

 Operação Urbana Porto Maravilha - Metodologia Construtiva

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Sandra Augusto

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Jorge Luiz de Mello

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Adriano Rosamonte

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Augusto Fernando Cabi

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Madalena Neves

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Fernando Nunes da Silva

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família