Início > S. Tomé e Príncipe

COP26

São Tomé e Príncipe já perdeu 4% do território para o mar

São Tomé e Príncipe já perdeu 4% do território devido à subida do nível do mar, uma consequência das alterações climáticas, disse o presidente são-tomense, na 26.ª conferência do clima das Nações Unidas (COP26), em Glasgow.

Carlos Vila Nova disse que a ilha de Príncipe, mesmo fazendo parte da Reserva Mundial da Biosfera, está ameaçada, e que o conjunto do arquipélago, que tinha uma área de 1.001 quilómetros quadrados, atualmente só tem 960 quilómetros quadrados.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Associação Empresarial de Sines em missão de trabalho

Uma missão empresarial promovida pela Associação Empresarial de Sines visitou S. Tomé e Príncipe entre 19 e 22 de Outubro, com o intuito de desenvolver relações comerciais e investimentos, nas áreas da Logística e Portos, Energia e Distribuição Alimentar.

Nesse sentido, durante os três dias da visita, decorreram um conjunto de iniciativas com destaque para os encontros entre o presidente da AES - Associação Empresarial de Sines, Hugo Ferreira e o embaixador de Portugal em STP, Rui Carmo; a Direcção do Porto de São Tomé; a Direcção do banco BGFI; a Agência Nacional de Petróleos e ainda com empresários Portugueses e empresários locais.

DE 8 A 10 DE NOVEMBRO, EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

II Cimeira da Confederação Empresarial da CPLP

Realiza-se em São Tomé e Príncipe a II Cimeira da Confederação Empresarial da CPLP, nos dias 08, 09 e 10 de Novembro de 2021, no Palácio de Congressos de São Tomé.

Esta iniciciativa visa dar seguimento às ações desenvolvidas pela CE CPLP, com o objectivo de impulsionar, desenvolver e fortalecer a cooperação económica e empresarial entre os países Membros da Comunidade e observadores associados, criando impactos positivos na sustentabilidade do crescimento socioecomómico, abrangendo todos os países da comunidade CPLP.

São Tomé e Príncipe lança concurso para transporte marítimo entre ilhas e para a sub-região

O governo de São Tomé e Príncipe anunciou recentemente o lançamento de um concurso público internacional com vista ao transporte marítimo de passageiros e mercadorias entre as duas ilhas do arquipélago e os países do Golfo da Guiné, noticia a Lusa.

As propostas deverão ser entregues até 29 de Março, devendo ser orientadas pelo propósito de «melhorar o transporte de passageiros e de cargas entre as ilhas de São Tomé e do Príncipe e entre estas e os países da sub-região» por intermédio de um «navio que opere sem restrições ou condicionalismos portuários ou marítimos, em condições contratuais de concessão a estabelecer-se».

«Zaire» realiza acções contra a pirataria no Golfo da Guiné

O navio patrulha "Zaire", da Marinha Portuguesa, em missão de capacitação operacional da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, esteve empenhado em várias ações contra a pirataria na Zona Económica Exclusiva deste país, no período de 7 a 13 de fevereiro.

No dia 7 de fevereiro, a pedido da Guarda Costeira de São Tomé e Principe, o “Zaire” foi ativado, para prestar auxílio ao navio mercante “Sea Phantom”, que estava a ser alvo de um ataque de piratas, a cerca de 120km a nordeste da Ilha do Príncipe.

NO ÂMBITO DA MISSÃO DO NAVIO PATRULHA «ZAIRE» EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Almirante CEMGFA condecora militares portugueses e santomenses

O Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), Almirante António Silva Ribeiro, condecorou com a Medalha Cruz de São Jorge, o Comandante da Guarda Costeira da República Democrática de São Tomé e Príncipe, Capitão-de-mar-e-guerra Pedro Barros, o Comandante cessante do navio, Primeiro- tenente Guilherme Rosinha, e outros militares portugueses e santomenses da guarnição do navio patrulha "Zaire" que, pelo seu elevado desempenho, contribuíram para o fortalecimento das relações entre as Forças Armadas Portuguesas e Santomenses.

«Zaire» cumpre 900 dias de missão em São Tomé e Príncipe

O navio patrulha “Zaire”, da Marinha Portuguesa, em missão de capacitação operacional da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe desde 22 de janeiro de 2018, cumpriu esta quinta-feira, 9 de Julho, o seu 900º dia de missão em águas jurisdicionais santomenses.

Nesta missão, que decorre de forma ininterrupta, o navio realizou mais de 2400 horas de navegação, tendo percorrido cerca de 21400 milhas náuticas. No mar, realizou 12 ações de busca e salvamento, 24 missões de fiscalização conjunta, 4 ações de segurança marítima no âmbito da pirataria e 7 vistorias a navios, tendo identificado duas presumíveis infrações. O navio participou em 8 exercícios internacionais de promoção da Segurança Marítima no Golfo da Guiné, tais como o OBANGAME EXPRESS 2019, o NEMO, o GRAND AFRICAN NEMO, entre outros.

BEI empresta 12,5 milhões de euros a São Tomé e Príncipe para obras de protecção costeira

O Banco Europeu de Investimento (BEI) aprovou a concessão de um empréstimo de 12,5 milhões de euros a São Tomé e Príncipe para ajudar a financiar o projecto de protecção costeira de Água-Grande e de requalificação e valorização da marginal da capital, São Tomé, informa a instituição europeia.

A exuberância Marinha de São Tomé e Príncipe

Quase 130 espécies de gobídeos vivem em simbiose com camarões-pistola. O camarão escava um túnel na areia ou cascalho e mantém-no permanentemente limpo de sedimentos.
O caboz vive neste túnel como inquilino. Esta associação parece ser vantajosa para ambas as partes. O camarão-pistola tem fraca visão e utiliza o caboz como sistema de alarme. Quando este sai do túnel, o camarão utiliza uma das suas duas antenas para manter contacto com o peixe que permanece na entrada do túnel. Se o peixe indicar perigo com um movimento da cauda ou mesmo com um recuo para o túnel, o camarão retrocede rapidamente.

São Tomé e Príncipe e Congo querem cooperar nas pescas

São Tomé e Príncipe e a República do Congo vão cooperar nos domínios da agricultura, pecuária, florestas e pescas, segundo um acordo assinado entre os governos dos dois países.

Segundo fonte do executivo são-tomense, o documento foi rubricado pelo ministro da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural, Francisco Ramos, e pelo seu homólogo congolês, Henri Djombo, que concluiu uma visita de trabalho de quatro dias ao país.

Negociações com a China para a construção de um porto em São Tomé e Príncipe estão avançadas

As negociações com a China para a construção de um porto comercial “multifuncional” em São Tomé e Príncipe “estão numa fase bastante avançada”, disse o ministro são-tomense das Obras Públicas e Infraestruturas, Osvaldo d’Abreu.

“É um projecto que está a ser analisado com a cooperação chinesa e com algumas empresas chinesas”, disse o ministro, para acrescentar que as negociações envolvem igualmente alguns parceiros multilaterais, como sejam o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional.

Militares portugueses fazem a diferença em São Tomé e Príncipe

A Marinha portuguesa, através do navio patrulha “Zaire” e dos seus militares, prossegue missão de capacitação da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, contribuindo para a segurança marítima deste país.

Prova disso foi o recente sucesso no salvamento de uma embarcação e de todos os seis tripulantes, pela Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, no dia 17 de janeiro, utilizando uma das duas embarcações cuja operacionalidade foi reposta com recursos do Projeto português “Zaire”.

Navio patrulha oceânico «Viana do Castelo» em missão no Golfo da Guiné

O navio patrulha oceânico da Marinha “Viana do Castelo”, encontra-se a cumprir uma missão (MAR ABERTO 2018) no âmbito da cooperação no domínio da Defesa e apoio à política externa do Estado. Visitou São Tomé e o Príncipe entre 22 e 26 de setembro, onde desenvolveu ações no âmbito dos acordos de cooperação bilateral com as Forças Armadas, em matérias tão diversas como a segurança, a vigilância e a fiscalização marítima e o apoio médico.

APRESAMENTO DE NAVIO EM ACTIVIDADE DE PESCA ILEGAL

Navio da Marinha Portuguesa apoia autoridades de São Tomé

Numa operação que durou mais de 30 horas, o navio patrulha “Zaire”, da Marinha portuguesa, em missão de longa duração de capacitação da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe desde janeiro de 2018, apoiou, entre o dia 11 e 12 de setembro, as autoridades deste país no apresamento de um navio em actividade de pesca ilegal dentro da sua Zona Económica Exclusiva (ZEE). O navio português embarcava inspectores da Dirceção de Pescas de São Tomé (DP-STP), que subiram a bordo do navio de pesca em infração, juntamente com uma equipa de segurança da Guarda Costeira de São Tomé, recentemente formada por Fuzileiros portugueses.

Navio da Marinha portuguesa apoiou ação de fiscalização marítima conjunta em São Tomé e Príncipe

O navio patrulha “Zaire”, da Marinha Portuguesa, participou numa missão de fiscalização marítima conjunta com a Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe (GC STP) e com a Direção das Pescas de São Tomé e Príncipe (DP STP).

Nesta ação, as autoridades São Tomenses vistoriaram a embarcação “Montefrisa Nueve”, com bandeira de El Salvador, a cerca de 30 milhas náuticas da cidade de São Tomé.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Governo quer tirar maior proveito de receitas aduaneiras do sector petrolífero

O governo santomense quer tirar maior proveito das receitas fiscais e aduaneiras do setor petrolífero, por isso vai "harmonizar as intervenções" das instituições que lidam com essa matéria, anunciou o ministro das Infraestruturas, Recursos Naturais e Ambiente.

Militares portugueses distribuem brinquedos em São Tomé

Militares do navio reabastecedor da Marinha Portuguesa NRP Bérrio entregaram brinquedos, roupa e material escolar à Fundação criança e juventude e às Irmãs Angolares.

Consórcio britânico-americano vai explorar petróleo em São Tomé e Príncipe

O consórcio petrolífero formado pela britânica BP Exploration Operating Co. Ltd. e pela norte-americana Kosmos Energy ganhou o direito de prospecção de dois blocos de petróleo da Zona Económica Exclusiva de São Tomé e Príncipe, anunciou em São Tomé o director da Agência Nacional de Petróleo.

Marinha Portuguesa e Guarda Costeira de S. Tomé e Príncipe colocam no mar bóia inovadora

Uma equipa de mergulhadores da Marinha portuguesa em conjunto com mergulhadores da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, concluíram os trabalhos de colocação de uma boia de amarração na Baía de Ana Chaves, em S. Tomé, destinada ao patrulha “Zaire” da Marinha portuguesa, que se encontra em missão na região durante um ano.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

China estuda viabilidade económica da construção de porto de águas profundas

Ecos vindos do portal de informação ‘Macauhub’ garantem que a China se encontre actualmente a ponderar investir em São Tomé e Príncipe: a potência económica do Oriente está a estudar a viabilidade económica dos projectos de construção de um porto de águas profundas, da montagem de centrais térmicas e da modernização do aeroporto internacional de São Tomé e Príncipe, de acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros da China.

 Vídeo

Sobrevoando a Restinga e a cidade do Lobito (Angola)

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alberto Bengue, Presidente da APANG

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Alcídio Nascimento

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Ted Lago

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Fátima Alves

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Nuno Araújo

 XII Congresso da APLOP | Luanda, 2021 | Lucas Rênio

 VIII Congresso da APLOP | Maputo, Março 2015 #1

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #8

 IX Congresso da APLOP | Itajaí, Abril 2016 #1

 Estudo de Mercado do Espaço Aplop, Versão 2.0 [1]

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (4)

 VII Congresso da APLOP - Lobito - Cerimónia de abertura (3)

 VII Congresso da APLOP - Lobito – José Luís Cacho

 Mindelo e São Vicente com muita morabeza

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Lisender Borges (1)

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Francisca Chambal

 VI CONGRESSO DA APLOP - Painel I – Robledo Gioia

 VI CONGRESSO DA APLOP - Abertura do Painel I - Lídia Sequeira

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Francisco Venâncio

 VI CONGRESSO DA APLOP - Cerimónia de Abertura - Marta Mapilele

 Congresso Intercalar Portos CPLP - Rio de Janeiro – Domingos Fortes (1)

 “EXPERIÊNCIA DO PORTO DE LEIXÕES NA FORMAÇÃO PORTUÁRIA”- Matos Fernandes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP – Menção Honrosa a Lima Torres

 IV Encontro de Portos da CPLP - Sessão de encerramento - Franklim Spencer

 “GEOPOLÍTICA DO MAR” - Carlos Manuel Mendes Dias (1)

 Novo Porto do Dande - Domingos Fortes (1)

 IV Encontro de Portos da CPLP - Franklin Spencer

 «Há muito potencial de crescimento nas relações comerciais Portugal/Brasil» (1)

 Porto de Luanda - 1955

 III Encontro de Portos da CPLP - Adalmir José de Sousa

 III Encontro de Portos da CPLP – Apresentação da Mesa de Honra

 III Encontro de Portos da CPLP - Estudo de mercado - (13) – Debate

 Constituição da APLOP

Constituição da APLOP

Foto de família